28.5.17

Anna com vestido preto


Obrigada a todas as Amigas e Amigos pelo caloroso acolhimento no Porto. 
Foi linda a Festa!

Amedeo Modigliani

Pouso devagar as minhas mãos
habituadas à luxúria dos gestos
e sento-me, imperturbável,
no meu sofá preferido.

Possuo nas costas de cada mão
um risco de contágio de sinais nocturnos
oxidados no reflexo de vultos antigos
que me açoitam o olhar.
Acolho o silêncio até à nesga de luz
que ilumina a esquiva linha de uma sombra
suspensa na pureza da noite.

Se me perguntarem o que faço aqui,
nesta serenidade mordaz, eu direi:
é um ritual diário, este, de me vestir
de negro para ver findar o dia.

Até agora nenhum crepúsculo
me deixou indiferente.
Mas a noite, essa, já começa
a pesar-me sobre o peito.

Graça Pires
De Fui quase todas as mulheres de Modigliani, 2017

Espero que as minhas amigas e os meus amigos que moram mais a norte, estejam comigo no Porto, no dia 2 de Junho, na Livraria Unicepe, às 18.30h. Obrigada.

61 comentários:

Tais Luso disse...

Até agora nenhum crepúsculo
me deixou indiferente.
Mas a noite, essa, já começa
a pesar-me sobre o peito.


Que lindo poema, Graça, porém o último verso faz a gente pensar... e pensar.
Um pouco incômodo, não?
Beijo, querida amiga, sucesso no lançamento do dia 2 de Junho! Tenho certeza que será.
A obra de Amedeo Modigliani está linda.

AvoGi disse...

Adoraria, mas vivo muito longe...
Obrigada pelo convite
Kis :=}

FATIMA WINES disse...

Obrigado pelo convite, mas, estou a alguns fusos horários de distância.
Sucesso para o novo livro.bj.

A Casa Madeira disse...

A imagem que escolhes-te está tão divina quanto o
poema.
Boa entrada de semana.

Cvjetkovic disse...

Great post! Photos are amaizing! If you want that we follow each other,let me know by leaving a comment :)
http://beautyshapes3.blogspot.hr/2017/05/zaful.html#comment-form

Manuel Luis disse...

A esta hora a noite já faz efeito.
Deixo aqui um beijo com carinho.
Saúde.

Sinval Santos da Silveira disse...

Admirável Poetisa, Graça Pires !
Só me resta agradecer a postagem, ao
tomar conhecimento desta bela peça
literária, uma obra de arte. Parabéns !
Uma feliz semana e um carinhoso abraço,
aqui do Brasil.
Sinval.

Alfredo Rangel disse...

Os rituais têm de ser respeitados e obedecidos... Linda poesia.

Teresa Almeida disse...

Este é o início de uma plêiade de poemas em que interiorizaste os tons, a forma e, sobretudo, a alma de uma mulher. De Modigliani perpassa - naturalmente - o génio e o sentir.
Felicito-te por tão luminosa ideia. O primeiro que nos mostras já me entusiasma a prosseguir.

Beijinho, querida Graça.

Isa Sá disse...

Mais um bonito poema!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Mariazita disse...

Lindo, o retrato de Modigliani!
Há rituais que têm que se cumprir, ainda que nos façam sentir o peso da noite...
Belo poema.

Votos de uma semana muito feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Marta Vinhais disse...

Ás vezes, a noite acentua a solidão... enche-se de memórias.
Como sempre, lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Chic' Ana disse...

Adoro!! Está mesmo muito bonito...
Beijinhos

LuísM Castanheira disse...

... e aqui está, como prometido, o primeiro poema, do novíssimo livro, no sábado passado, lançado.
a generosidade na partilha só é igualável à qualidade e beleza da escrita.
uma grande obra, minha Amiga, está.
renovo os meus parabéns.
foi linda a festa poética...E continua.
um beijo, no meu agradecimento, Graça.

Lucimar da Silva Moreira disse...

Uma bela poesia acompanhada de uma imagem magnífica, obrigada pelo convite, abraços.
http://www.lucimarmoreira.com/

Laura Ferreira disse...

vou tentar :)

Lucinalva disse...

Olá Graça
Lindo poema, abraços.

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Posso antever que o seu novo livro está recheado de excelente poesia pelo que me pude aperceber na leitura deste magnífico poema!
Sempre a aprender com a minha cara amiga e enorme Poeta!
Um beijinho e muito sucesso para o livro.
Ailime

Arroz Di Leite disse...

Boa tarde Graça,

encantador este poema e a gravura tão delicada.
Linda Semana.

Bjs

Tânia Camargo

Mar Arável disse...

Merecido êxito
para a tua poesia

Bjs

Mirtes Stolze. disse...

Boa tarde Graça
Um poema excelente. Será um sucesso no dia 2. Uma feliz semana. Abraços.

teresa p. disse...

"Mas a noite, essa, já começa a pesar-me sobre o peito" Muito delicada esta abordagem sobre os rituais íntimos dos momentos de solidão.
O poema é sublime. O livro "fui quase todas as mulheres de Modiglianni" é uma obra perfeita e muito, muito bela. Parabéns Graça e que um dia sejas reconhecida como bem mereces.
Beijo.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Graça.
Adoro tua poesia,bela e densa.
A última estrofe tocou profundamente com a intensidade nela descrita.
Parabéns e sucesso.
Beijos na alma.

Zilani Célia disse...

OI GRAÇA!
LINDO DEMAIS AMIGA.
QUE O DIA 2, SEJA PERFEITO PARA TI, PENA ESTARMOS TÃO LONGE.
SORTE.
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostaria bastante de estar no Porto no dia 2 de Junho mas infelizmente vais ser impossível.
Um excelente poema gostei bastante.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Nequéren Reis disse...

Poema maravilhoso sempre com belos sentimentos, obrigado pela visita.
Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Nal Pontes disse...

Linda poesia, muito sucesso pra vc sempre. Te desejo um dia maravilhoso
e tmb no dia 02 que já está chegando seja ainda mais sucesso pra vc. Bjs

manuela barroso disse...

Quem pode sair daqui sem um gesto-sorriso de poética ternura? tão belo! tanto conteúdo!
Lá estarei, querida amiga!
Abraço! :)

São disse...

Um belo quadro de um excelente pintor, cuja vida foi sofrida.

O poema está totalmente à altura.

Impossibilitada , dada a distância, de estar contigo fisicamente, te desejo o maior sucesso, Gracinha.

Abraço fraterno

Victor Barão disse...

É um imenso prazer ou como mínimo uma poética necessidade seguir este "Ortografia do olhar".

É uma indescritível honra ser seguido pela Graça, via meu, humilde, "receber e dar".

Para o que em qualquer dos casos, também, esta presente postagem "Anna com vestido preto" é sublime paradigma.

Obrigado, parabéns e um excelente resto de semana, com particular extensão ao Porto ;-)

Beijo

ManuelFL disse...

O lançamento em Lisboa de "Fui quase todas as mulheres de Modigliani"foi uma viagem comovente, alegre, fraterna, cúmplice, pelo universo feminino. Os poemas da Graça celebram a diversidade e infinita particularidade de cada mulher, residindo aqui a sua universalidade.
Beijo e boa sorte para o Porto.

Agostinho disse...

Mas como pode "a noite pesar sobre o peito" se a divina poesia eleva a alma da Poeta em sublime redenção? Vestida de preto em infinita profundidade.
Feliz de quem contempla.
Bj.

Franziska disse...

El peso de la noche es casi un derroche de energías contra la que se estrellan esperanza y alegría. La espera del nuevo día será la liberación y la esperanza de volver a ver brillar el sol y los ojos que amamos. Hermosísimo poema. Ha sido un placer. Saludos muy cordiales y afectuosos. Franziska

Ana Freire disse...

Mais uma belíssima e profunda inspiração... a que ninguém consegue deixar indiferente!
Deixando um beijinho, e os meus votos de que tudo corra bem, nestes dias de apresentação do seu novo livro, Graça!
Tudo a correr pelo melhor! E o maior sucesso para o evento!
Tudo de bom! Beijinho!
Ana

ana p disse...

Muitos parabéns Graça. Será de certeza um livro de belíssimos poemas
Beijinho

Toninho disse...

Que mimento este de profunda interiorização Graça, um momento que julgo ser mágico do dia nesta entrega para a noite e muitas vezes em fusão de cores, antes do véu negro, onde muitos se sentem sozinhos e trites. Uma bela obra de sua nobre e maravilhosa inspiração.
Que legal este momento programado para o dia 2 e que estejam presentes muitos amigos apreciadores de sua bela arte de encantar palavras.
Bjs de paz na linda semana.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Oi Graça, pensando no que havia escrito aqui, fui a rever e vi ter escrito um verso ou frase "A passar com a segurança" que não rima com nada. Pedir-te-ia para que removesses aquela postagem e deixasses esta com a rima correta. Grande abraço e minha gratidão. Laerte.

É sempre uma graça, Graça,
Sentir teus belos poemas
Como este! Sem celeumas
Vem a noite; e o dia passa

Sem os senões ou trapaça.
O tempo vai das extremas
Até às forças supremas
A passar como ameaça.

E tudo passa na vida
Quer lazer, deveres, lida,
Só não, e é eterno, o amor

Onde à noite há a guarida
Dos sonhos de amor, Querida!
Tenha, na noite, um esplendor!

baili disse...

Divin painting with elegance and charm!

I wish of it would have possible for me but I live on same globe yet on different piece of land .
Your poetry is heart grabbing my friend!

Lídia Borges disse...


Estas mulheres, todas as mulheres, luminosas, na sua Poesia.


Um beijo meu!

Lídia

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, a transformação acontece ao longo da vida, o poema é maravilhoso.
Voto de sucesso e boa semana,
AG

Rita Norte disse...

Adorei o poema, que palavras profundas!
A última frase é maravilhosa!
Desejo-lhe muito sucesso, um beijinho.

José Carlos Sant Anna disse...

Minha amiga Graça Pires,

O que faz a distância? Nada se perde quando ainda nos restam as palavras. Basta a leitura de um poema para que eu saiba que não há distância quando a poesia se interpõe entre um ponto e outro.
Depois de um breve silêncio, eis que me deparo com este poema que integra o seu novo livro e sua belíssima dicção.
Só espero poder conhecer todas essas mulheres...
Desejo-lhe muito sucesso com o novo livro.
Beijo, estimada amiga,

Maria Eu disse...

Gosto particularmente de Modigliani e das suas mulheres (já ilustrei posts com elas e volto a fazê-lo no de hoje).
A sua poesia é belíssima, Graça! Parabéns pela merecida publicação! Infelizmente, não poderei estar presente, mas decerto terei o livro brevemente.

Beijos e as maiores felicidades. :)

Majo Dutra disse...

Uma pequena maravilha poética!
Adorei, Graça... estou muito curiosa...
Obviamente, um sucesso assegurado...
~~~ Beijinhos, Amiga ~~~

solfirmino disse...

"Até agora nenhum crepúsculo
me deixou indiferente."

Adorei isso...

Querida, boa sorte amanhã!
Beijo da Solange. Com o sol de outono do Brasil.

Daniel Costa disse...

Graça Pires
Belo poema, como sempre fica o sentimento de ter lido uma peça criada por uma poetisa de excelência.
Bjs

© Piedade Araújo Sol disse...

mesmo de preto, mesmo pesando a noite
temos o crepúsculo para apaziguar

um belo momento de poesia e inspiração

a imagem muito bem escolhida a fazer jus ao poema

felicidades Graça

beijinhos

:)

Jaime Portela disse...

A sintonia da pintura e do poema é perfeita.
A excelência, quanto a mim, está igualmente repartida pelas duas obras de arte.
Parabéns, gostei imenso do teu poema.
Bom resto de semana, amiga Graça.
Beijo.

Marta Moura disse...

Adoro Modigliani!

José Carlos Sant Anna disse...

Pela diferença de fuso horário, creio que o evento esteja auge.
Muito calor humano porque a sua poética é como a limpidez dum punhal. É de um único brilho.
Renovo os meus votos de muito sucesso.
Um abraço fraternal,

Nadine Granad disse...

... temos o sol no peito, ora temos a sombra!...
Versos delicados, cuidadosos, repletos de significação!...

Sempre gosto de ler seus poemas!

Beijos do Brasil! =)
Que seja um sucesso o lançamento!

tulipa disse...


Olá Querida Graça

Por cá, mais uma semana ausente, por Espanha
e depois outra semana tentando recuperar do cansaço
daí a minha ausência

Só agora, sábado 3 de Junho venho visitar alguns blogues
e deparo-me com esta informação; nada sabia!

Que tenha sido um momento de muito calor humano,
os meus votos de muito sucesso.

Lindíssimo o que escreves
Parabéns!
Bom fim de semana. Bjs

Suzete Brainer disse...

Poema de excelência, como sempre na sua poesia.
Arte acompanhada da arte numa harmonia expressiva
de qualidade de alto nível.

Meus votos de sucesso nos projetos literários
e momentos especiais de Poesia.
Um bom final de semana, Graça!
Um beijo.

manuela baptista disse...

Anna

a primeira, com vestido preto

muito bonito, Graça!

graça Alves disse...

Gosto tanto da sua escrita, Graça!
Temos mesmo de trocar de livros.
Um beijinho

Anete disse...

Parabéns pela festa dia 02/Junho! Você escreve com profundidade e delicadeza...
Bjs e boa semana...

Olinda Melo disse...


Olá, Graça

Gostei muito deste seu poema, aliás, tudo aqui me faz bem, as suas palavras
assentam-me na alma como se dali nunca tivessem saído.

Muito obrigada.

Bj

Olinda

Odete Ferreira disse...

Da vigília e de todos os olhares que se concentram em mulheres como esta. No poema, a fidelidade do retrato, a do teu olhar e a da tua alma, com mestria literária. Apaixonante, no mínimo!
Um bjinho, com admiração 💓

Profª Lourdes disse...

Olá Graça , vim agradecer sua visita, amei o comentário que deixou, seja sempre bem vinda, obrigada! Desejo-lhe um dia de muita paz, saúde e felicidade.
Deixarei os lingues dos meus blogs, caso você não siga ainda, ficarei feliz em te ver sempre por lá. Se alguém desejar conhecer e seguir é só clicar aqui, será bem vindo ou bem vinda.
Abraços, tenha um dia abençoado.
Profª Lourdes Duarte

https://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

Lília Tavares disse...

Querida Graça,
Tenho comigo o teu último livro que amo, pois tem, como muito bem escreveu a Odete Ferreira, a mestria da palavra depurada a que já nos habituaste com doçura.
Fico feliz por te teres sentido bem no Porto, junto de amigos que me honram também com a sua amizade e carinho.
Um livro com imenso valor. Por ter mulheres lá dentro. Inteiras. Que sejas feliz com este livro.
Beijinhos.

Ana Freire disse...

Muito bom saber, que tudo correu igualmente muito bem, no Porto, por estes dias...
Deixando um beijinho, e renovando os meus votos do maior sucesso, para o novo livro...
Continuação de uma feliz semana!
Ana