12.9.16

Por amor

Ana Pires

Nasce-se e morre-se todos os dias por amor.
Mesmo aquele que se reinventa.
Como uma oferenda
ou um alarme que nenhum poema diz.
Da fenda dos lábios deixo sair
a linguagem cifrada dos enigmas
para escandir a sombra desprevenida
das sílabas em erótico tumulto.

Graça Pires
De Uma claridade que cega, 2015

48 comentários:

✿ chica disse...

Maravilha de poesia e adorei também a foto! Linda semana! beijos, tudo de bom,chica

Laura Ferreira disse...

simbiose linda: as palavras e a imagem :)
boa semana

Pedro Luso disse...

Gostei muito, Graça, de “Por amor”, um poema insinuante, que pede mais de uma leitura para que possa ser entendida a mensagem de vida nele contida. Um belo poema.
Uma ótima semana.
Abraço.
Pedro.

Simone Felic disse...

Uma linda dança de palavras romanticas.
Bjs e boa semana.

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Sinval Santos da Silveira disse...

Oi Amiga, Graça Pires !
Como é lindo este texto !
Medir as sílabas, certamente, formadas
com tanto carinho, para oferece-las a
quem se ama...
Parabéns, com um fraterno abraço, aqui
do meu Brasil.
Sinval.

Luis Eme disse...

Todos os dias, Graça. :)

abraço

Ana Freire disse...

Que lindo, Graça!
E confesso que já há bastante tempo, uma palavra, não me apanhava de surpresa...
Escandir... tive que ir procurar o significado...
Está na minha listinha... este seu magnifico trabalho, para o destacar por lá no meu canto, se me permitir, quando retornar à base... onde tenho as imagens mais indicadas para combinar com o mesmo...
Parabéns pela belíssima inspiração!
Beijinho! Boa semana!
Ana

Manuel Veiga disse...

por amor até o interdito baila no íntimo das sílabas...
e o poema (verbo) se faz carne - a habitar o corpo dos amantes.

muito belo, Graça.

beijo

Lucinalva disse...

Olá Graça
Lindas palavras, um forte abraço.

Cidália Ferreira disse...

Palavras intensas. Adorei :-)

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Cvjetkovic disse...

Great post,photos are amaizing,love this post!
Can you please click on links which are at the end of my last post :* ?
New post--> http://beautyshapes3.blogspot.hr/2016/09/autumn-outfit-twinkdeals-collaboration.html#comment-form

Marta Vinhais disse...

O simples acto de amar... Intensamente.... Com sentido....
Lindo..
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Olívia disse...


Dádiva e delícia, o poema!


Beijo meu

Lídia

Maria Eu disse...

Morrer de amor é renascer.

Belíssimo poema, Graça!

Beijos :)

Mar Arável disse...

Folha ante folha

Bjs tantos

Nequéren Reis disse...

Que encanto amei, tenha uma semana abençoada, obrigado pela visita.
Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Lua Mariano disse...

É um lindo poema!

Lua, Meu Mundo da Lua
FanPage

Isa Sá disse...

Penso que se o amor estivesse tão presente nas pessoas não haviam tantas atrocidades pelo mundo....

Isabel Sá
Brilhos da Moda

LuísM Castanheira disse...

o amor, esse sentimento motivador,
que cria e transforma.
o poema, como um todo, na linguagem por entre os lábios expandida.
muito belo, amiga.
um bj e uma óptima semana, Graça.

Anete disse...

A vida e seus mistérios... Nascer, morrer e AMAR...
Bonitas palavras, Graça.
Um abraço carinhoso...

Suzete Brainer disse...

Que bela expressividade da tua qualidade poética
a falar do amor, como ele se derrama e se inscreve
em palavras, gestos e sensualidades.

Boa semana, Graça!
Beijos.

Nequéren Reis disse...

O amor verdadeiro é puro, obrigado pela visita.
Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Fá menor disse...

O amor, sempre o amor... ele mata-nos, ele ressuscita-nos.

Beijos

Majo Dutra disse...

Um poema erótico belíssimo, pela sua mensagem
delicada, porém, assertiva e veemente...
O inverso também é válido...
'Morre-se e nasce-se todos os dias por amor'...

Gostei sobremaneira de apreciar a tua poética
neste registo mais raro, mas sempre em estilo
elegante e profundo.

Abraço de sincera amizade e afinidade.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Aline Goulart disse...

Por amor, pelo verdadeiro amor, vale a pena viver! O amor é o sentimento que mais nos aproxima do verdadeiro propósito da nossa existência.
Lindo poema. Tu escreves lindos poemas. Adoro ler os seus escritos.
Beijinhos.

Agostinho disse...

O mágico solfejo
a morte sublime
que apazigua tempestades.
Mesmo se "um alarme que nenhum poema diz"!

Tão certo, tão bem dito, Graça. Lido,
quem me dera este seu equilíbrio perfeito.

Maria Sem Limites disse...

Mais uma vez adoro, fantástico mesmo.
Beijinho :)

Cadinho RoCo disse...

Suspirante.
Cadinho RoCo

Mariangela do lago vieira disse...

O amor... como precisamos em nossa vida!
E que bom se fosse como gostaríamos!
Lindo Graça!
Beijos, bom dia!
Mariangela

Ailime disse...

Boa tarde minha Amiga e Enorme Poeta,
O amor que todos os dias reinventamos, que nos cega, que nos martiriza, que nos alegra e impele no caminho...
O amor que a minha Amiga tão bem esculpe com a sua genial poesia.
Muito belo e profundo. Vou ter que o reler e reler…
A foto é magnífica!
Um grande beijinho.
Ailime

teresa p. disse...

Tudo faz parte da nossa humanidade e da dinâmica da vida. É muito belo este poema que fala de sentimentos e de sentidos, com lucidez e delicadeza.
Maravilhosa a foto da Ana Pires que tão bem se adequa "à linguagem cifrada dos enigmas..."
Beijo.

ana maria braga disse...

Amor, responsável por tantas coisas boas e ruins tb.
Nos mata e nos ressuscita.
Bjs

Gabriel disse...

Ah o amor que move a todos nós e nos faz morrer e reviver como disseste todos os dias. Admiro sua inspiração, belo poema

ManuelFL disse...

Este poema de amor toca-me profundamente. Não tenho palavras.
Espantosa foto da Ana Pires. Ilustra o poema na perfeição.
Beijo, Graça.

Mariazita disse...

Tencionava retornar só em finais de Setembro mas a minha filhota requisitou a minha presença mais cedo... e aí vim eu a correr :)))
E já que cá estou aproveito para visitar, aos poucos, as amigas.

O Amor! Fonte eterna de inspiração, de "quem" tanto se disse e tanto há ainda por dizer...
Gostei muito do poema, e também da imagem.

Continuação de boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Daniel Costa disse...

Graça Pires

Os teus poemas, sempre na de metáforas, como o presente, acabam sempre por fazer meditar neles.
Beijos

Blog da Gigi disse...

Abençoada quinta!!!!!!!!!!!!! Beijos

Odete Ferreira disse...

Eu diria que também te reinventaste poeticamente, em especial neste poema.
E muito bem, pois versejar é amar.
A minha vénia, Graça
BJO :)
(A propósito do comentário que deixaste na Majo: fico grata pelo teu apreço; também eu gostaria de te conhecer pessoalmente - que grandes conversas haveria!)

Poções de Arte disse...

Coisas do amor...
Belo poema e linda imagem. Fiquei na dúvida da palavra "escandir" e fui procurá-la. Gostei demais de saber a interpretação e entender seu uso no poema.
Abração e feliz final de semana.

Jaime Portela disse...

Sem amor, as coisas quase nunca são bem feitas...
Alguns dos teus poemas, na verdade, são algo enigmáticos.
Outros, que aparentemente querem dizer uma coisa, afinal dizem outra.
Ou seja, a tua poesia tem que ser lida com uma atenção extrema. De contrário, percebemos tudo mal.
E este poema é mais um, para além da excelência poética habitual.
Graça, tem um bom fim de semana.
Beijo.

CÉU disse...

Olá, querida Graça!

Uma grande verdade, seja que tipo de amor for, quer se refira àquele que ainda ha-de vir ou ao k já passou.

Este, todavia, parece-me hetero, pke as sílabas, que formam as palavras, aquelas, as tais, saíram-lhe pelas frestas da sua boca buliçosa e mesmo tentando enganar, tapar a sombra, a tal que tudo reflete, e na perfeição, como papel químico ou melhor, não deu para k se escapasse e o seu eu-lírico foi cair, deleitoso, no mundo erótico, maravilhoso, profano e "escandaloso". Sei, por experiência própria, que a sensação foi sublime.

Beijos e bom fim de semana.

PS: o meu comentário de ontem, e pke foi a página que surgiu, foi parar a 15 de Maio de 2015, ao poema: "Nome". Até tem lá outro dedicado a sua filha, Ana, de k mto gostei!

Evanir disse...

Mais um final de semana chegou,
carinhosamente venho desejar um feliz
e abençoado final de semana.
Meu agradecimento pelo seu abraço
no dia do meu aniversario.
A amizade é um gesto de carinho
um afago na alma...
È caminhar de mãos dadas na verdejante estrada,
nossa vida..
Bjs..Evanir.

graça Alves disse...

Sim, nasço e morro todos os dias do amor...mas só o poeta sabe dizer tudo de forma assim tão bela e certeira...de "uma claridade que cega"!
bjs

© Piedade Araújo Sol disse...

poesia dançante
por amor se pode morrer
e renascer
para voltar a morre
um poema deveras original

boa semana.

beijo

:)

A Nossa Travessa disse...

Querida Gracitamiga

Foi o nosso Pessoa quem disse que

Creio no mundo como num malmequer,
Porque o vejo. Mas não penso nele
Porque pensar é não compreender...

O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

Eu não tenho filosofia; tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar...


Tens mais um tão lindo poema que me faz relembrar o Fernando Pessoa. És realmente, a Poesia...

Qjs do teu fã Leãozão

manuela baptista disse...

todos os dias

é uma sabedoria que poucos entendem, embora digam que sim


beijinhos, Graça

Parapeito disse...

Porque o amor, o verdadeiro todos os dias renasce.
E que bela forma de dizer o da Graça*
Brisas doces ***

Alfredo Rangel disse...

Perfeito, Graça. Sem tirar nem por...